segunda-feira

Comemorando o AMOR : São Valentim


***--- Você já ouviu falar de S. Valentim ? ---***

Muitas são as teorias relacionadas à origem de São Valentim, bem como à forma como este mártir romano se tornou o patrono dos apaixonados.

Uma delas retrata o São Valentim como um simples mártir que em meados do séc. III d.C. se recusou a abdicar da fé cristã que professava. Outra que, na mesma época, o Imperador Romano Claudius II teria proibido os casamentos, visando angariar mais soldados para as suas frentes de batalha. Um sacerdote da época,chamado Valentim, desrespeitando o decreto imperial continuava a realizar casamentos em sigilo absoluto. Este segredo acabou sendo descoberto e Valentim preso, torturado e condenado à morte.

As duas teorias apresentam fatos em comum, e isso nos leva a acreditar neles: São Valentim fora um sacerdote cristão e um mártir que teria sido morto a 14 de Fevereiro de 269 d.C.
Quanto à data existem controvésias, e é provável que a Igreja Católica tenha decidido aproveitar - como fez com TODAS as OUTRAS CELEBRAÇÕES PAGÃS - para cristianizar as Comemorações da Lupercalia (festa pagã).


O que era a Lupercália : na Antiga Roma, Fevereiro era o mês oficial do início da Primavera e era considerado um tempo de purificação. O dia 14 de Fevereiro era o dia dedicado à Deusa Juno que, para além de rainha de todos os Deuses, era também, para os romanos, a Deusa das mulheres e do casamento. No dia seguinte, 15 de Fevereiro, iniciava-se assim a Lupercalia que celebrava o amor e a juventude. No decorrer desta festa, sorteavam-se os nomes dos apaixonados que teriam de ficar juntos enquanto durasse o festival. Muitas vezes, estes casais apaixonavam-se e casavam.

Numa tentativa de fazer uma transição entre paganismo e cristianismo, os primeiros cristãos substituíram os nomes dos enamorados dos jogos da Lupercalia por nomes de santos e mártires. Assim, conciliavam as festividades com a religião que professavam, aumentando a aceitabilidade por parte dos Romanos. São Valentim não foi exceção e, como tinha sido morto a 14 de Fevereiro, nada melhor para fazer uma adaptação da Lupercália ao cristianismo, tornando-o como o patrono dos enamorados.

Quer fazer corações fofos para presentear ? então vá à http://dedinhos-lambuzados.blogspot.com/
Boa comemoração ! Bjs carinhosos, Betty

2 comentários:

Bergilde Croce disse...

Ótima postagem.Aqui onde moro se festeja essa data com grande alegria.
Abraços e já acompanhando também,
Bergilde

Nine disse...

Oi Betty! Lindo o layout novo, parabéns!

E gostei da história sobre o dia dos namorados. É certo que as comemorações cristãs foram criadas a partir de festas pagãs.

Como a primavera é a época do florescer tb está relacionada com a fertilidade, e como é nessa época que boa parte dos animais acasala, acabou ficando relacionada com o amor.

Beijos,
Nine