quarta-feira

As muitas maneiras de contar a mesma estória...



As crianças normalmente querem ouvir repetidamente uma estória de que gostaram. Por outro lado, adoram novidades, isto instiga-lhes a imaginação e sacia-lhes a curiosidade. É porisso
que costumo contar a mesma estória para elas pelo menos 4 ou 5 vezes, e procuro apresentá-la sempre de uma forma nova, utilizando recursos diversificados, pois isto - além de encantá-las - mostra-lhes as muitas possibilidades que temos para apresentar uma estória, e também ajuda a mantê-las interessadas na mesma.
Acima estão os cartazes do gatinho e do ratinho que utilizei em uma das vezes que contei a
estória para os pequenos (maternal 2 a 3 anos, e jardim 4 a 5 anos).
A medida que eu contava a estória ia apresentando os cartazes - sem me referir ao personagem, só mostrando a imagem - e assim as crianças iam antecipando os acontecimentos, participando efetivamente da atividade com muita alegria e envolvimento, e mostrando que haviam captado a seqüência lógico-temporal , memorizado muitos dos detalhes e até parte dos diálogos !!!
Numa outra oportunidade- e com as crianças maiores- deixei os cartazes para serem colocados na ordem cronológia dos acontecimentos, e depois elas fizeram questão de recontar a estória utilizando-os.
É incrível como o interesse e a participação delas aumenta, vivificando a atividade que pode ser aproveitada para explorar e/ou enriquecer outros eixos temáticos como natureza e sociedade, matemática,linguagem oral e grafica, música, movimento, etc. Isso irá depende a professora da classe.
Cartazes com os demais personagens também foram confeccionados, como podem ver a seguir :








Utilizamos outros recursos nas outras vezes em que recontei "O Gatinho e o Ratinho", mas isto é uma outra estória, que deverá ser contada numa próxima vez...

Um beijinho carinhoso e Tchau, tchau !!! Betty

3 comentários:

Anônimo disse...

Adorei a estória, e as idéias.Legal!

Rogério disse...

Parabéns!O blog ficou uma graça e o conteúdo também.Continue...!

Adriana disse...

será que não tem as imagens dessa história?

Gostaria muito de a contar

o meu e-mail é: adrianav.ferreira@gmail.com


Obrigada